Amigo do Bicho na Mídia

– 01/07/2010 – Matéria impressa Jornal Gazeta Norte Mineira

Cemig e ONG Amigo do Bicho alertam leituristas sobre como evitar ataques de cães

A cadela Mel da raça Golden Retriever enquanto se apresentava aos leituristas

Foi realizada ontem, dia 30, na sala 6 do prédio da Associação Comercial e Industrial de Montes Claros – ACI, uma palestra ministrada pelo presidente da ONG Amigo do Bicho, Marcelo Barbosa, sobre como evitar ataque de cães para uma turma de 30 leituristas da Companhia Energética de Minas Gerais – CEMIG. O evento foi uma realização da Cemig com parceria da ONG.

De acordo com ele, a idéia para o evento surgiu a partir de uma reportagem de uma emissora de TV local, onde os leituristas reclamavam dos cães nas residências e nas ruas e, teve como objetivo ensiná-los como identificar quando o cão vai atacar e as medidas que devem ser tomadas para evitar o ataque.

“O cão é o reflexo do seu dono e normalmente atacam por cinco motivos distintos: pode ser por dominância, medo, doença ou dor, agressividade territorial ou por aprendizado ou predatória”, ensina.

Ainda de acordo com Marcelo, a dominância é quando o cachorro acha que é o dono do lar, que manda na família, e como na matilha de lobos, para corrigir um membro da família, se utiliza do único modo possível, a boca, através de mordidas. O ataque por medo se dá quando não foi realizada devidamente uma socialização. Sobre o aprendizado é quando o cão foi treinado para receber ordens de ataque pelo dono, normalmente treinados para fazer a guarda de um determinado local. A predatória é o instinto de caça, dificilmente acontece com cães domésticos.

Ataques

Segundo ele, o cão se prepara para atacar quando eriça o pelo da nuca, do dorso ou rabo, que normalmente fica duro, mantém um latido curto seguido de rosnado, as orelhas juntas ao rosto, direcionadas para frente e pernas elevadas, quase na ponta dos pés. O presidente revela que são diagnosticados três milhões de ataques de cães por ano no mundo sendo que 60% são em crianças de até 12 anos de idade. Destes ataques 50% é causado involuntariamente pelas próprias vítimas, através de reações erradas como correr ou encarar o animal e a maioria é por culpa da forma de criação dos donos.

Entre as raças que mais promovem ataques estão a raça Dachshund, o famoso bassê, em primeiro lugar, o chihuahua em segundo, o Jack Russell Terrier em terceiro, o Akita em quarto, o pastor alemão em quinto e em sexto lugar o Pit Bull.
“Os cães leem as expressões corporais dos humanos e por isso muitos agem de forma errada fazendo com que o ataque aconteça. Para evitar o ataque é necessário evitar correr, não gritar, evitar contato visual, que pode ser entendido como um desafio. Não é recomendável tocar, ou falar com o animal. Recomenda ainda que não pode se intimidar com latidos, pois o cão quer proteger seu território e neste caso só quer que a pessoa se afaste”, enfatiza.

Marcelo diz que caso haja de fato o ataque, ele recomenda que a pessoa se agache em posição fetal, com as mãos nas orelhas e na nuca, os lugares mais comuns em que os cães atacam é a garganta, a barriga e a nuca, e ainda informa que as quatro reações de um cão é fugir, atacar, evitar e submeter.

“O primeiro contato com um cão é sempre mais importante, um leiturista que lida com isso no dia a dia, deve desconfiar sempre do animal e observar o dono, se o dono é mal humorado, sem educação, com certeza isso se reflete no animal que aprende que a violência é a forma certa de conseguir as coisas”, diz. (Paula Machado)

– 17/03/2010 – Matéria impressa no Jornal Gazeta Norte Mineira

ONG já recebeu nove denúncias de maus tratos contra animais

O coordenador da ONG, Marcelo Barbosa, acredita que somente através da denúncias os maus tratos contra animais diminuirão

O Instituto Amigo do Bicho, entidade sem fins lucrativos, cuja finalidade é a proteção animal, ainda não tem uma noção exata do número de denúncias de maus tratos, haja vista que não as recebem sempre, já que infelizmente não possuem poder de polícia para atuar nesses casos.

Marcelo Barbosa explica a relação dos voluntários com os animais socorridos e assistidos pelo instituto. “Todo mau trato nos fere diretamente e infelizmente, mais uma vez, não encontramos nas autoridades competentes respaldo para resolução desse problema. Acreditamos, no entanto, que as denúncias aumentaram em relação a 2009 porque cada vez mais as pessoas tomam conhecimento da entidade e dos direitos dos animais”, destaca.

Em todo o ano de 2009, a ONG recebeu 13 denúncias de maus tratos. Somente nos três primeiros meses de 2010, já foram 9 denúncias. “Cumpre salientar que as denúncias são sempre encaminhadas para a Polícia Militar. A partir deste ano faremos também a denúncia judicial junto ao Ministério Público (MP) com base na Lei Federal 9.605/98.

Lei contra a Leishmaniose
Um grande projeto apresentado este ano na Câmara Municipal foi o que trata da Semana Municipal de Combate à Leishmaniose (popular Calazar). Este projeto foi apresentado pelo vereador Valcir Soares (Valcir da Ademoc), que é um defensor dos direitos dos animais e colaborador da ONG Amigo do Bicho.

“Estamos discutindo outros Projetos de Leis (PL’s), como o fim da matança indiscriminada de animais sadios pelo CCZ, Controle Populacional e o Registro Geral de Animais. Todas as entidades de proteção animal que se dispuseram atuar como abrigo em cidades sem uma política definida de controle populacional como, por exemplo, em Montes Claros, estão falidas, sozinhas e com centenas de animais para sustentar. Vale ressaltar que um cão ou gato em cativeiro tem um tempo médio de vida de 10 anos. Além disso, várias pessoas estão despertando para a defesa dos direitos dos animais e cada vez mais surgem novos protetores que entram em contato conosco dizendo que fizeram um resgate e vão adotar um animal”, comemora Barbosa.

Outro ponto bastante importante é que a adoção segue algumas regras. Uma média de tempo para adoção de animais geralmente é em torno de 4 meses. Nenhum aguardou mais do que esta meta para ganhar um novo lar.

“Algumas pessoas costumam entrar no site e pedir o animal, perguntando até se entregamos no mesmo dia. Na verdade, a adoção não é por ‘ordem de chegada’, mas sim por melhores critérios em relação àquele animal a ser adotado. É necessário que todas as pessoas da família concordem.

“Não doamos para segurança de oficinas, depósitos, construções, porque geralmente os animais não recebem tratamento veterinário caso fiquem doentes e, porque passam os dias acorrentados. Para isso, existem alarmes e cercas elétricas. Futuramente a nossa intenção é doar apenas animais castrados, mas no momento não temos disponibilidade financeira para isso, uma vez que uma castração fica em torno de R$ 200,00”, lamenta o defensor dos direitos dos animais.

– 13/01/2010 – Matéria na Inter TV (Rede Globo)

Matéria realizada no Circo Portugal instalado em Montes Claros. O Circo obteve um alvará de instalação da Prefeitura, contrariando a Lei Municipal 4.152/2009. Através de mobilização de várias pessoas, incluindo o Vereador Valcir e o apoio da imprensa local conseguimos acertar um acordo com o proprietário do Circo que aceitou não colocar os animais (elefantes e dromedários) nas apresentações.

– 22/09/2009 – Matéria na TV Geraes (Rede Cultura)

Equipe da TV Geraes

Matéria excelente realizada pela equipe da TV Geraes que além de entrevistar o Amigo do Bicho também foi atrás de pessoas que adotaram nossos animais (Dona Rita e a Daniela) e de outros protetores que trabalham pela causa animal em nossa cidade (Márcia). Ao produtor Wesley, ao repórter Nairlan e toda a equipe da TV Geraes nossos sinceros agradecimentos.

– 14/09/2009 – Entrevista no programa Comando das Sete do jornalista Benedito Said – Am 670 kHz

Jornalista Benedito Said

A entrevista ao vivo foi realizada num dos programas mais ouvidos pela população de Montes Claros e região. Pela abertura e generosidade do jornalista Benedito Said foi possível falar sobre o problema da Leishmaniose (Calazar) em Montes Claros, as regras para adoção, como são feitos os resgates e muito mais.

– 09/09/2009 – Entrevista na Rádio Unimontes – Fm 101,1

Equipe da Rádio Unimontes

O Amigo do Bicho foi convidado para uma entrevista na Rádio Unimontes, ontem 09/09. Melhor do que tentar semear as nossas idéias e metas é encontrar pessoas que amam os animais. A entrevista foi excelente, principalmente porque deu para notar o amor e o carinho que todos, todos mesmo, dedicam aos 03 “ex-abandonados” que vivem na Rádio Unimontes. Meninão ou Dão, Negão e o filhote. De dia são companhia para os funcionários e de noite para os guardas. Nada melhor para encerrar o dia do que encontrar boas pessoas com seus bons amigos.

– 17/08/2009 – Matéria no MGTV (InterTV – Rede Globo)

No último dia 17, o Amigo do Bicho mostrou para Montes Claros-MG e região um pouco do seu trabalho, através das lentes da InterTV. Fomos convidados a falar sobre adoção, posse responsável, animais perdidos e abandonados.

Ficamos extremamente felizes com a repercussão e o impacto que causamos na sociedade e agradecemos, aqui, à jornalista Maíra Botelho pelo profissionalismo e confiança.

A matéria é suscinta, mas a mensagem valiosa é facilmente percebida.

Responses

  1. oi bom dia estou querendo adotar uma pastor alemão fêmea pode ser de 7 meses até um ano quem souber mim fale moro aqui em montes claros

  2. Olá
    tenho um vizinho que achou na rua uma cachorra, disse que é cega, bom até aí que bom, mas acontece que ela late sem parar de dia a tarde a noite de madrugada e nas épocas de rojões, fogos etc… late muito mais e ele nada faz para acalma-la. Ela fica na lavanderia dele divisa com o fundo do meu quintal e faz muito eco não consigo assistir televisão, não durmo, tenho cachorro também por isso acho que o meu vizinho está mautratando a cachorra deixando ela latir muito, ela chega até engasgar, maus tratos porque ela deve estar com as cordas vocais prejudicas, estressada, cansada por latir tanto, e eu estou ficando estressada, com muita dor de cabeça por ouvir tanto latidos diariamente. Quero saber o que as normas de proteção dos animais dis,quero denunciá-lo, já tentei falar com ele pois acho que, onde termina os direirtos dele começa os meus e eu não aguento mais, acho que ela está sofrendo muito quero orientação.

    • Olá estou doando um cao fila misturado com pé duro mas um cachorro valente que serve para proteger ou vigiar,nao posso ficar com ele porque nao tenho quintal e ele esta mordendo meus filhos,eu amo muito ele não quero abadonar ele me ajuda a arranjar um lar para ele.meu cel 38-88042573 Norma

  3. Olá, há dias um cachorro está vivendo em pleno abandono na rua da minha casa, alguns vizinhos tem alimentado ele, mas ainda sim ele esta muito debilitado, e desnutrido, espero que possam fazer alguma coisa..
    Rua da Arquitetura, bairro Universitário, Montes Claros.

  4. olá gostaria muito da ajuda de vcs da ONG a minha cachorrinha Mel fugiu da casa da minha mae no centro de Montes Claros ,deste o dia 17/10/2013 ela e muito dócil ela tem um problema nas cordas vocais o que nao a deixa latir por favor me ajudem sou apaixonada por ela . estou com ela a tres anos ela e a minha companheira . coloquei fotos dela nos postes mais ate agora não tive respostas estou muito triste e como se perdesse um ente querido . qualquer informação entre em contato Alexandre e Flavia .

  5. Ola,
    Costumo ir a um bar, aqui em Montes Claros, e ha algum tempo uma cadelinha sempre está por lá, ela esta prenha, e segundo os garçons do local, ela nao tem dono, é da rua…
    Poderiam ajudar-lá?
    Se ela parir na rua, ela e filhotinhos ficarão a merce dos perigos da rua…
    Gostaria muito de resgata-lá, mas nao tenho onde coloca-lá.
    Aguardo uma resposta, pois imagino que ela esta prestes a parir!
    Obrigada.

  6. Adotei uma cadelinha na última feira de adoção que teve, só que a mulher que a levou não estava lá então não sei nada sobre a cadela e preciso saber se ela foi vacinada! O que eu faço?
    Gostaria também de adotar uma cadela yorkshire ou Shih tzu se encontrarem alguma me avise pelo email que enviei nos dados. Obrigada desde já!

  7. Tenho 4 filhotes de cachorro para doar . Animais pequenos e docéis . Todos machos . Raça pequena . Fotos no meu perfil .

  8. Preciso de ajuda, resgatei uma cadelinha na rua e preciso de um abrigo para
    ela ficar até ser adotada, já está castrada, vacinada e vermifugada, é doce e fofa.

    • Prezada Hermínia,

      em que cidade você está?

  9. Oi, peço a ajuda de vocês para pegar uma cadela vira lata que pariu 08 cachorrinhos hoje 11/07/13 no canteiro da Clinica de Fisioterapia TOP FISIO na Av. Cula Mangabeira, 783. Eles estão com muito frio. Meu nome é Larissa. Por favor conto com vocês. Obrigada!!

  10. eu que saber como eu faço para adotar um filhote de pastor macho

    • Prezada Cristiane,

      doação de cães de raça são mais difíceis, principalmente filhotes. Caso tenhamos notícia de algum, comunicamos-lhe para entrevista, ok?

      Grande Abraço

  11. oi por favor eu peso a ajuda de vcs ,tem um cachorro muito machucado aqui na minha rua ,ele ta muito machucado mesmo por favor ,tem ate larvas ,nos machucado dele não tenho como cuidar dele espero que vcs o ajudem o ossos dele estão aparecendo é Urgente ,caso de vida ou morte .Nova Iguaçu RJ .


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: